Meus lados


No meu lado direito via um alegre campo,
Fresco e puro. Estonteante e febril momento!
E por uma fracção de segundos, num escurecimento
Via um triste campo

E inda assim, a certeza tinha,
Ser um bocado de terra
Da minha vizinha,
Vizinha que me berra...

No meu lado esquerdo esquecia uma triste ideia,
Obscura e vaga. Ermo e ávido pressentimento!
E no calor deste aquecimento
Esquecia uma alegre ideia

Finda toda esta cólera que já não é física
Tudo que tive foi uma visão,
De um campo alegre e triste sem vocação.
E a dor já é somente física.


Álvaro Machado - 21:09 - 08-06-2012

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Desventura insensata

Assim.