Sonhos são pesadelos




Os sonhos que eu sonho são pesadelos
Que me fazem acordar, de repente, transpirado
E com uma ansiedade que esfria pelo corpo
(Ó meu amor, por que tenho eu sonhado?)

Sensação de medo sem origem que entra mim adentro...
Derrocada em dimensões de outros mundos bizarros...
Rostos distorcidos que me fazem parecer real a sua existência...
(E por que os sonho se nunca quis sê-los?)

O acordar é já ter medo de viver.
É ter medo da verdade do nosso ser,
E de todos aqueles rostos incertos
Que nos deixam também assim...

E eu deito-me às avessas na minha retocada alma
A pensar no que realmente é sonhar...
Será uma ideia de outro mundo que posso acreditar?
Ou serão os novos rostos do meu futuro?

(Se os sonhei é porque alguém quis que os sonhasse,
Se lhes foi dada forma foi para que eu acreditasse...)


Álvaro Machado – 20:38 – 23-01-2013
 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

de folha em folha, tudo cai vão