Universo




Achamo-nos únicos em todo o universo
Quando não passamos de pequenas partículas;
Achamo-nos com predisposição para explorar
Toda a dimensão infinita das estrelas...

E para quê explorar uma infinidade de estrelas?
Para quê observar mais vida além de nós?
O homem nem a si mesmo se conhece.
As estrelas são a nossa utopia de vida.

Na verdade, a beleza está em constelações a anos-luz,
Anãs brancas fulgentes, gigantes vermelhas intensivas,
Autênticos buracos negros de um mistério infindável
E de um sol que brilha intensamente p'ra tudo...

E nós somos a pequena parte do universo
Habitando um planeta longe do infinito,
Vivemos tão pouco com as descobertas
Que nos podem dar a passagem do tempo
Para outros universos e outras vidas!

Álvaro Machado – 14:08 – 25-01-2013




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

Barco infantil