Renovação de mim



Parece que vem noite - sem ter certezas - e o dia ainda não findou.
Foi um dia, um dia como antes haviam nascido e morrido.
Amanhã talvez o tempo melhore,
Ou, consoante a amargura, piore.
Os dias sempre mudam - eu fui quem nunca mudou.


Álvaro Machado - 13-05-2013
 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Da outra margem!

de folha em folha, tudo cai vão

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante