No universo…


Largaste-nos neste vago universo
Sem que soubéssemos quem és, o teu nome, de onde vens...
E agora, após tantas perguntas feitas e nenhuma resposta,
Compreendo realmente o vazio de que somos feitos...
O universo é a complexidade em que nada faz sentido.
- Vimos constelações paradoxais, órbitas da impossibilidade,
Planetas maiores que o nosso, escuridão cheia de fel...
Mas tu partiste antes disso tudo, partiste sem nos ver...

Fica em nós o nome Deus e o livro da nossa criação,
Fica em nós o peso da sua consciência.
E em cima de nós está a resposta a todas as perguntas.
Quem chegar ao cimo saberá o porquê de ter estado em baixo.

E abandonaste-me sem que eu te conhecesse...
Partiste sem que eu te escutasse...
A minha fé já mais não existe
No dia em que o universo criaste...


Álvaro Machado – 21:09 – 28-06-2013

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

Barco infantil