Sem esforço


Vê como tão bem se vive
Com o sol a fazer-nos pensar
Se existimos ou se não.

Vê como os montes continuam altos
Com as árvores a fazer-nos respirar
A vida se ela existe ou se não.

Eu sou um rapaz que gosta de viver
E que só quer ficar por aqui a divagar
Como se isso fosse concebível.

Quero acreditar que sim. Estou sentado a escrever
E a olhar para o sol que me cega
Quando penso em coisas boas...

Quero-te a ti em qualquer tarde impossível.
Isso é a minha vontade neste momento.
Não quero mais nada, vida...


Álvaro Machado - 14:27 - 12-09-2013

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

Barco infantil