Teoria


O que é morrer?
É o que eu sinto.
Lentamente, sinto-me desvanecer
Com a embriaguez do absinto.

O que é morrer, senão morrer?
Nada. É alguém que já existiu.
Que não existe e se esqueceu que se viu.
É tudo de mim a desaparecer...

É quando está muito frio, é quando nós desaparecemos
E arde no fundo do mar a nossa imagem...
É quando é calma e silenciosa a viagem
Onde nós já morremos.

A vida é assim: sinistra, complexa.
Num momento tudo se move
E, de um momento para o outro, extingue-se
Como se nada fosse...

Álvaro Machado - 22:24 - 02-05-2014

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

Barco infantil