As quatro paredes


Fechado em quadro paredes que agonizam,
Incolores e distantes sem elo de ligação
Explora-se algo no fundo.. na extremidade do coração,

Navio oriental de carga supérflua e indesejada
Tribulação consciente do «Mar Morto»
Sabiam que o fim estava próximo, sem conforto,
Encontrou-se a população naufragada!

Do oriente para o ocidente vai uma longa distância,
Territorial excessivamente e muito física,
Mas eu brado algo superior - a metafísica
Dá-me ânsia!

Os pensamentos de lá
Não são os de cá
Aqui todos sofrem
Lá todos morrem.

Álvaro Machado - 17:45 - 23-03-2012

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Desventura insensata

Assim.