Choro só de te ouvir


Como choro só de te ouvir,
Seja no pico da montanha ou no fundo do mar
Entra-me na alma, fel de sabores distintos
Já não me lembro de ti! Continuo a sentir
Entre o céu e o fim de mim estou a relembrar
Este desejo que paz a minha alma:
De sofrer, de morrer, pela calma.


Álvaro Machado - 14:17

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Assim.

Desventura insensata

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante