Imaginação


Entre a maré baixa e o muro quebrado
Ofereci a minha honra em troca de nada
A natureza é uma bem amada
E agora? É um ser ameaçado!

Estou agora a caminho do destino
Perdoar-me-á ? Faço e acredito
Naquilo que jamais será dito
Cheguei.. descobria-me latino

Longa parada, corrida lenta
É esta chama que me alenta
E entre todos estes ilhéus
Voo em dezenas de céus

Ó antepassado que estas a navegar
Regressa para curar-me de dores
Porque eu não consigo procurar mais esplendores
Ahh! Esperem! Sinto-me a deslumbrar!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Assim.

Desventura insensata

O lar olvidado