Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2013

Velho. Cansado.

Imagem
- Lamento que tenha sido assim; que agora esteja assim,
Mas, com o tempo, tu sabê-lo-ás: nada que te inquieta
Inquieta mais ninguém, tudo o que podes mudar não podes,
Porque estás condenado a nada mudar.

E se ao menos pudéssemos alguma coisa mudar...
Um tracejado apagar, um salmo modificar, um sentido alternar…
Qualquer coisa. Esquecer o estipulado e recriar de impossível
A possivelmente possível…

E tenho pena por ter lamentos somente a dar.
Poder-te-ia dar outras coisas, como uma casa à beira rio
- Na minha adolescência eram esses os tipos de casas
Que eu ficava, na varanda, insaciado, a desejar…

Cheguei a construir uma pequena embarcação,
Quando imaginar não era uma sensação
Mas uma verdade irredutível e cheia de razão.
E nela eu fugia. E nela eu esquecia,
Porque, afinal, vivia!

Álvaro Machado - 22:39 - 30-04-2013

Anárquica noite

Imagem

Ao céu

Imagem
Tu. Quem dera que tu aí em cima,
Superior a todos nós,
Pudesses o meu coração acolher
E o meu amor receber.

Tu. Queria que me ouvisses,
Ias compreender o que ninguém pode compreender
(Talvez deixar-me-ias Ulisses reencarnar
Para por entre aventuras eu me aventurar...)

Tu. Que continuas longe e em mim,
Que me ouves e compreendes sem te pronunciares
Será que isto tudo vai ter um fim
Se longe assim continuares?

Álvaro Machado – 13:21 – 27-04-2013

Voz de Deus, na terra.

Imagem

Retorno.

Imagem
Já nasceram e tiveram a eternidade,
Já cresceram até à noite primaveral
- Enquanto eu vivi sempre igual,
Na mesma saudade,
Na mesma vida infernal.

Um lugar imbuído de nostalgia;
Um lugar que tanto me diz sem dizer,
Que me pertence e é meu sem poder ser
- Porque floresce por todo lado a magia
De mais vida poder nascer.

De quem eu falo todos sabem.
E os que não sabem mentem.
- O que floresce são saudades de um jardim
E o que nasce são vontades de voltar a viver em mim!

Álvaro Machado – 00:47 – 26-04-2013

Vitória de Portugal

Imagem
Dedicado a Salgueiro Maia

Venham comigo, venham marchar
Portugal tem muita mais para dar
Do que por uma janela obscura e cerrada
Que há muito se foi pondo ultrapassada

Venham comigo, venham lutar
Icemos juntos a igualdade
Abaixo Salazar,
Salazar sinónimo de infelicidade

Venham homens e mulheres
A felicidade no Paço estamos a conquistar
Enquanto os pratos e as colheres
Por nós vão aguardar

E sempre vamos, vamos a gritar
Portugal unido contra Salazar!

Álvaro Machado - 23:48 - 24-04-2013

Não ter nexo...

Imagem

Invasão divina

Imagem