Outros.

É um insulto à alma - aliás, à compreensão -
Sentir saudades de quem não conheço.
Velar por elas mais do que a mim,
Crer-lhes bom porvir...

É descabido e desinteressante
Pensar assim e escutar vozes
Que nem sei de onde vêm nem sei se existem.
E de repente partem-se para o horizonte...

Quem está dento de mim é prolixo.
Caminhos que não levam a lado nenhum,
Senão o olhar as dúvidas das pirâmides
E nos universos que se propagam...
Álvaro Machado - 22:31 - 15-08-2013

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

Barco infantil