Desencanto em viagem





Caminha desencantada,
Por ali se vai deixando ir
E a sorte venha, se tiver que vir
Ou senão que se dê por terminada.

Chove na estação…
E entre os carris eu desejo estar do lado de lá,
(Talvez seja mais feliz do que cá…)
Quem mo pede é o meu coração…

E, por entre o céu cinzento,
O meu ser quer estar na praia.
Por lá me têm como barqueiro com talento
E eu não quero que isso me saia.

Álvaro Machado - 14:58 - 29-09-2013

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Da outra margem!

de folha em folha, tudo cai vão

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante