Artista


Espero por alguém. Divago no universo.
A noite é a companheira que a mim se juntou.
A história de mim é simples, pedaço disperso
Por quem nunca ninguém cruzou.

Desejo de viver é tanto e vontade
Que desejar é metade
De viver, metade de sentir.
Metade de nunca vir.

Se divago eu, no permeio desta gente,
Como posso dizer-me certo e não errado?
Sentir p'ra mim nunca foi achado
Porque toda a alma mente...


Álvaro Machado - 14:43 - 04-07-2013

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

Barco infantil