Alma ténue à chuva




Ergo-me junto do Sol,
Ouvimos e conversámos,
Construímos esperanças juntos
E o céu enche de cores aguerridas
Forças que vão ganhando cor.

"A luz que nos guia é a chave da vida
E todos os caminhos que possas vir a percorrer
Hão-de chegar junto de ti, com grande verdade,
Porque és bom de coração"
- disse, o Sol, junto dos ouvidos...

E eu olho-o como se ali estivesse um humano,
Sinto-lhe ternura e oiço-o a falar comigo, sussurrante,
Guiando-me de luz e de esperança para que prossiga
Com força p'ra ser feliz.

E está a chover e esta chuva marca-me o coração...
E toda a luz que me foi apontada como um guião
Se desvanece na primeira gota de água,
Que é o quanto baste para desistir!...

Álvaro Machado – 03:38 – 01-04-2013

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

Barco infantil