Absorto


Vira-o na grande praia estendido,
Esquecido, como nem uma pedra fica.
Caíra morto, ficara despedaçado.
As ondas tempestuosas e o vento
Foram o funeral do que restara dele
Mas para sempre fora esquecido.

Álvaro Machado - 23:54 - 01-01-2014

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

Barco infantil