Cansativa poesia




As pessoas cansam e tanto
E porquê o cansar?
Não sei... É esse pensar
De tanto ser tanto...

Tanta coisa há pr'a mudar
Mesmo sem nada pr'a alterar...
Há, sempre houve, esse haver
E disso sei sem o ver!

Mas cansa falar-vos disto
Gente humilde de quem gosto tanto!
Como estou cego quase não avisto
O ser tanto de tanto ser.

Já devem ter percebido! O cansaço...
Não sabem, pois, não ser esse ver
O ver que há em mim; como disfarço...
E porquê ser cansativo?

É-nos sangue ser assim.
Com isto há também em mim
Esse pensar pensando tanto
De ser tanto e tanto...

Álvaro Machado - 21:30 - 12-10-2012
 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

Barco infantil