Pois sê !


Se queres sonhar, sonha.
Se queres ser, sê.
E tudo o mais das estrelas...
Basta dizeres um sim...

Mas que tenho eu com isso?
Pois crê nos teus deuses
E leva-os contigo, porque teus são,
Para onde quiseres.

Mas que quero eu com isso?
Pois sê tudo o que quiseres
E vai supondo essa dimensão...

Se estás triste, comove-te.
Se estás só, isola-te.
Mas quererei eu saber?

Ego da natureza! Voz doce ao vento!
Jaz aqui, nesse vago suposto,
As imagens todas e todo esse tormento
De não querer ver teu rosto!

Álvaro Machado - 21:57 - 05-10-2012

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jorge de Sena - Uma pequenina luz bruxuleante

Da outra margem!

Barco infantil